“Se não somos todos iguais, ninguém é” Cyndi Lauper

Nesta quarta-feira, dia 30 de maio, Cyndi Lauper aproveitou sua estada em em Londres para participar de alguns programas de TV e também para falar sobre seu ativismo. Durante algumas das entrevistas a compositora de Kinky Boots falou sobre a importância da luta pelos direitos civis. “Quando tivemos (com Kinky Boots) em Chicago, as pessoas estavam nos degraus da Casa Branca protestando pelos direitos civis. Eu cresci na era dos direitos civis, acho que nunca sai de moda”, contou.

“Eu acho que se não somos todos iguais, ninguém é. Eles sempre ligam você ou eu ou outra pessoa, e então você está sempre em apuros”. Referindo-se à adaptação para TV do romance de Margaret Atwood, no qual as mulheres férteis são despojadas de seus direitos, ritualisticamente estupradas e forçadas a ter filhos, ela destaca: “Olhe para o The Handmaid’s Tale, eu não posso nem ver isso, fico tão chateada”, disse.

Lauper, que foi a primeira compositora solo a ganhar um prêmio Tony por Kinky Boots, está no Reino Unido antes da turnê nacional do programa, que estreia no dia 6 de setembro, em Northampton (cidade que inspirou o filme original). Dirigindo-se a uma letra do programa que diz “você pode mudar o mundo se mudar de ideia”, a estrela americana disse: “Tente no meu país. Eles sempre culpam alguém quando as coisas não dão certo e é sempre uma culpa estúpida. Nós tivemos momentos ruins nos anos 50, passamos muito por isso. Você só precisa ver a luz no fim do túnel e saber que não pode ser complacente e precisa se manifestar e os direitos civis são muito importantes”.

Lauper está atualmente trabalhando na adaptação para musical do filme Working Girl, de 1988, e disse que já completou uma das músicas. “Kim Rosenstock está escrevendo a história e ela tem pouco tempo disponível para me atender e eu escrevi a primeira música, que está praticamente pronta. É uma espécie de solilóquio que eu pensei que poderia voltar e então eu já comecei a escrever a segunda música.”, comentou.

Rob Hyman – co-compositor de Time After Time está ajudando Cyndi Lauper a adicionar um estilo anos 1980 ao projeto. “Eu realmente tenho uma equipe de escritores que está comigo fazendo isso e estou muito animada. Tem estilo dos anos 1980, com toques de sintetizadores e tudo mais, então é muito divertido fazer essas músicas”, finalizou.

Por: The Independent

COMENTÁRIOS