cyndi lauper

Cyndi Lauper está se divertindo novamente após doença

Cyndi Lauper estava tentando agir como se nada estivesse acontecendo. Ela ia à programas de TV, cantava e falava com os anfitriões, “e no final da noite, eu não conseguia nem sentar no restaurante com meu marido e meus amigos e ter um jantar ou algo parecido porque estava com tanto frio. Então aguentava tudo sozinha, e você sabe, muitas vezes você acabava sozinha”, contou.

cyndi lauperLauper vivia com a psoríase, uma doença que cria manchas escamosas, inflamadas e coceira na pele. Para alguns pacientes, vem e vai. Mas para Lauper, como muitos outros, era um desafio sempre presente, causando dor e tornando-a incapaz de regular a própria temperatura do corpo devido à inflamação.

Ela continuou com projetos como excursionar com Cher e escrever a música para o sucesso da Broadway “Kinky Boots”, pelo qual ela ganhou um prêmio Tony por melhor trilha sonora original. Mas ela estava tentando ser corajosa enquanto sua doença fazia as tarefas mais simples excruciantes.

cyndi lauperNão foi divertido. E é por isso que agora você frequentemente vê Lauper em sua tela de TV anunciando o Cosentyx, um medicamento prescrito pela farmacêutica Novartis para tratar a psoríase. “Eu estava muito doente com isso e encontrei algo que funcionou para mim”, disse Lauper de 65 anos. “Eu levei muito tempo”, disse.

“Eu falo, penso, sobre os pacientes que conheci. Lembro-me de quando comecei a trabalhar com a Novartis, eles me disseram que estavam empolgados por eu representá-los. Eu meio que levei isso a sério, porque quando eu estava doente com essa doença, eu me sentia muito sozinha. A ironia disso é que existem 7,5 milhões de pessoas neste país com psoríase, que estão sofrendo”, explicou Cyndi ressaltando que “É importante saber que eles não estão sozinhos, que existem soluções para o seu problema, e não é apenas uma erupção cutânea”.

Lauper diz que depois de se conectar com a Novartis e conhecer outros pacientes com psoríase, ela foi confortada ouvindo suas histórias e conversando com eles. E a recuperação e a defesa de Lauper estenderam-se à sua música, que estará no palco no Kentucky na noite de domingo, quando ela se apresentará com Rod Stewart, 73 anos, no KFC Yum Center de Louisville.

“Quando eu escrevi ‘Hope’ – eu jurei que não iria escrever uma música chamada ‘Hope’… – enquanto eu estava escrevendo e pensando sobre todas as diferentes pessoas que eu conheci que tinham uma personalidade tão maravilhosa, mas eles estavam se escondendo quando estavam doentes”, diz Lauper. “É ótimo sentir-se melhor. Eu estava ouvindo estas pessoas e a única coisa que saia da minha cabeça era que eles nunca desistiram. Eles tinham esperança”, contou.cyndi lauper

Compartilhando o palco com Stewart, que já era uma lenda quando Lauper alcançou a fama em meados da década de 1980, com sucessos duradouros como “Girls Just Want to Have Fun” e “True Colors”, a leva de volta a um tempo em que suas lutas era mais voltada a sua carreira solo. “Quando eu me apresentei com ele em 1985, eu ainda estava lutando, honestamente, sendo famosa, sendo uma mulher tentando fazer meu próprio caminho e tendo meu próprio cérebro. E eu tinha uma voz grande, e principalmente mulheres com grandes vozes apenas cantavam, e você fazia o que deveria fazer, porque elas queriam que você tivesse sucesso. E eu queria ser bem-sucedida, mas também tinha meu próprio cérebro. Eu não queria ser lobotomizada”, comentou.

Ela credita os executivos de sua primeira gravadora, a Portrait Records, a dar-lhe a liberdade de se expressar do jeito que ela queria e falar por questões como os direitos das mulheres. Muita coisa aconteceu desde aquela primeira vez em turnê com Stewart, e agora ela diz que é uma experiência diferente. “Agora eu me belisco quando estou cantando com ele, porque tive alguns ótimos momentos na minha vida”, diz Lauper. “Eu estava em bandas covers quando comecei. Uma vez eu fiz um set de Rod Stewart. E agora eu estou cantando com ele, e eu nunca teria cantado do jeito que eu cantava em ‘She’s So Unusual’, se eu não estivesse interpretando suas músicas e estivesse no chuveiro tentando juntar a minha voz para fazer aquele som”.

“Há apenas alguns momentos, e você precisa se beliscar e lembrar a si mesmo que fez isso. Eu devo muito ao que ele fez por mim”.

“Eu sou uma pessoa de sorte. Eu realmente sou. Eu saí do outro lado desta coisa, esta doença, estou trabalhando e estou cantando”. Cyndi Lauper vai se apresentar neste domingo 29 de julho às 19h30min no KFC Yum Center, 1 Arena Plaza em Louisville. Confira abaixo a grade de shows:

JULHO

24 Hollywood, FL – Hard Rock Event Center

26 Orlando, FL – Amway Arena

28 Charlotte, NC – Spectrum

29 Louisville, KY – KFC YUM! Arena

AGOSTO

1 Nashville, TN – Bridgestone Arena

3 Allentown, PA – Centro PPL

4 Atlantic City, NJ – Atlantic City Boardwalk Hall

7 New York, NY – Madison Square Garden

10 Toronto, ON – Budweiser Stage

11 Pittsburgh, PA – PPG Paints Arena

14 Kansas City, MO – Sprint Center

15 St. Paul, MN – Xcel Energy Center

18 Indianapolis, IN – Ruoff Home Mortgage Music Center

19 St. Louis, MO – Anfiteatro Casino Hollywood

22 Denver, CO – Pepsi Center Arena

24 Phoenix, AZ – Talking Stick Resort Arena

26 San Diego, CA – Anfiteatro de colchão firme

28 Reno, NV – Event Center

29 San Francisco, CA – Amphitheatre Shoreline

31 Portland, OR – Sunlight Supply Amphitheater

SETEMBRO

1 Seattle, WA – Anfiteatro White River

3 Vancouver, BC – PNE Amphitheatre

Fonte: Kentucky

COMENTÁRIOS