BIOGRAFIA

cyndicountrygirlsexyCynthia Ann Stephanie Lauper-Thornton ou Cyndi Lauper nasceu, no dia 22 de junho de 1953, em Nova York, é cantora, compositora, atriz e ativista dos direitos LGBT. Com uma carreira que se estende por mais de três décadas, a cantora obteve sucesso comercial com seu primeiro álbum solo She’s So Unusual (1983).

Este foi o primeiro álbum de estreia de uma cantora a colocar quatro hits no top-five da Billboard Hot 100 com hits como: “Girls Just Want to Have Fun”, “Time After Time”, “She Bop” e “All Through the Night”. Com este álbum, Lauper venceu o prêmio de “Artista Revelação” no 27º Grammy Awards do ano de 1985. Seu sucesso continuou com seu segundo álbum, True Colors (1986), que incluiu o single de mesmo nome no primeiro lugar da Billboard, e “Change of Heart”, que chegou ao número três nas paradas, ganhando duas nomeações para o 29º Grammy Awards de 1987.

Desde 1983, Cyndi Lauper lançou onze álbuns de estúdio, arrancando vários elogios do público e da crítica, tendo assim participado em vários outros projetos desde o início da carreira.

Cyndi+Lauper+Skyville+Live+PC60FHUNnLrxMemphis Blues, seu décimo primeiro álbum, foi também indicado ao Grammy em 2011, e se tornou o mais bem-sucedido disco de Blues do ano de 2010, sendo que na parada da Billboard ele permaneceu em primeiro lugar na Billboard “blues” Albuns por treze semanas consecutivas.

Em 2012, lançou uma autobiografia autointitulada Cyndi Lauper: A Memoir, detalhando sua batalha contra o abuso que sofreu quando criança, depressão e o sucesso imediato com seu primeiro LP. O livro já foi lançado em três línguas diferentes entre 2012 e 2013 (Japonês, Inglês e Alemão) e foi conceituado pela revista norte-americana, New York Times, como um Best-Seller.

Em 2013, Cyndi compôs músicas para Kinky Boots, um musical adaptado para a Broadway do filme de mesmo nome que estreou em 2005. O musical foi indicado ao Tony Awards em 2013 em treze categorias, e venceu em seis, incluindo o prêmio de “Melhor Musical”. Com ele, Cyndi Lauper faturou o prêmio de “Melhor Composição”, fazendo da cantora à primeira mulher a vencer a categoria como compositora solo.

No mesmo ano, ela se tornou a primeira artista em mais de 25 anos a manter no topo das paradas dance o single Sex Is In The Heel extraído do musical Kinky Boots, no qual ela utilizou para promovê-lo. Enquanto isso, em 2014 ela venceu o Grammy de Melhor Álbum de Teatro Musical, para Kinky Boots, sendo assim, ela conseguiu quebrar o vácuo de 29 anos sem receber um prêmio da academia do Grammy. Kinky Boots está em turnê internacional. Ele já estreou no Canadá e na Inglaterra, e em 2016 estreará no Japão e Austrália. Para promover o musical, a cantora viaja com ele para promovê-lo, já que é uma artista considerada de grande respeito na música e também de grande impacto por onde passa.

Cyndi foi convidada a compor para dois novos musicais: Sponje Bob: The Musical (que pré-estreia em junho de 2016 em Chicago) e Working Girl, que está ainda em fase de construção do roteiro.

Lauper lançou mais de 40 singles e (a partir de 2011) já vendeu mais de 80 milhões de discos, entre álbuns e singles em todo o mundo. Ela também é destaque na exposição do Rock and Roll Hall of Fame Museum’s Women Who Rock, em que ilustra o importante papel que as mulheres têm desempenhado na história do rock-and-roll.

Cyndi Lauper_Hallway_PhotoChapmanBaehlerCyndi já ganhou ao longo da carreira dois Grammys, um Emmy, um Tony, um MTV, um VMA, um Billboard e um AMA Award. Em 1999, a VH1 classificou Cyndi Lauper a número 58 das 100 Maiores Mulheres do Rock & Roll. Ela também é uma entre vinte artistas a alcançar o status “GET”, por ter ganhando um Grammy, Emmy e Tony Awards em sua carreira.

Nos últimos trinta e dois anos, Lauper têm se envolvido em trabalhos humanitários, principalmente como advogada a favor os direitos LGBTsLésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros nos Estados Unidos. Seus esforços de caridade foram reconhecidos em 2013, quando a cantora foi convidada especial a assistir a segunda cerimônia de posse do presidente Barack Obama.

Ela também realizou três longas turnês uma iniciada em 2010 (Memphis Blues World Tour, com 130 Shows) para promover seu disco de Blues, outra 2013 (She’s So Unusual: A 30th Anniversary World Tour, com mais de 120 shows) em vista das comemorações de trinta anos de carreira solo; e da icônica turnê de estreia, Fun Tour, inic11011556_837331146357878_2762699427181500863_oiada em novembro de 1983 e que foi encerrada em dezembro de 1984 com mais de 110 apresentações para promover seu álbum de estreia She’s So Unusual.

Em 2015, Cyndi Lauper fez uma pausa de cinco meses na carreira, para descanso absoluto devido a um problema de pele – psoríase. Em junho, a cantora voltou a mídia para dar início a I’m PsO Ready – campanha de conscientização para que as mulheres (que são mais afetadas por este mal que é provocado por erupções cutâneas), não tenham medo de se expor por causa da psoríase.

635986036389020743-Cyndi-05Em julho Cyndi assinou contrato de 10 anos com Seymour Stein diretor da gravadora Warner Bros. Records para começar as gravações do seu 12º álbum de estúdio. O disco tem produção de Tony Brown, produtor de Nashville especializado na cena country.

O novo álbum se chama Detour e foi lançado em Vinil, CD e Digital, em 06 de maio de 2016, pela gravadora Rhino Records (Sire/Warner Bros. Records). O mesmo conta com canções da Country Music consagradas nas décadas de ’40, ’50 e ’60, na qual, ela mesma disse em entrevista, que “costumava cantar em seu apartamento até pôr suas tripas para fora” (ROLLING STONE, 2015). O novo LP conta com participação de nomes do country, como: Jewel, Alison Krauss, Vince Gill, Emmylou Harris e Willie Nelson.

Na primeira semana de lançamento, Detour alcançou apenas 15,600 cópias vendidas só nos Estados Unidos, e a posição na Billboard Top Country Albuns e  na 29ª posição na Billboard 200 e ao final do mês o álbum fechou 23,400 cópias (31 de maio). Os críticos o qualificaram como “um desvio às normas, na tentativa de encontrar algo de novo em algo velho”, (POPMATTERS, 2016), e “O envelhecimento de estrelas de rock e pop muitas vezes procuram um porto seguro de fim de carreira na música country, mas a cantora de 62 anos Cyndi Lauper aborda o gênero com excentricidade característica e ousada”, (ROLLING STONE, 2016).

Para a promoção do álbum a cantora iniciou uma modesta turnê pelo Estados Unidos e depois estendeu para a Europa, com shows realizados na Inglaterra, Escócia, Alemanha, Áustria, Itália e França. A turnê conta com uma mega produção e estrutura. A segunda fase da Detour Tour começou em setembro com shows apenas em solo americano. Detour até o momento vendeu mais de 1 milhão de álbuns em todo mundo, incluindo as versões física e digital.

Cyndi Lauper agendou shows na Austrália como convidada especial da banda Blondie para abril de 2017. Já para o verão americano a diva também fará shows ao lado do amigo Rod Stewart, ela também será uma convidada especial da turnê do músico.